Como aprender a ganhar dinheiro na internet

Você que está procurando um modo de descobrir como ganhar dinheiro na internet, congratulação! Está no site correto.

ganhar dinheiro online

Nesse texto mostramos diversas formas de ganhar dinheiro online utilizando para isso a internet, estando no conforto da sua casa e sendo possível combinar esse trabalho com família e vida privada.

Parace impossível? Todavia, não é. Isso tudo é fruto de muito trabalho, estudos e determinação.

Então,vamos lá! Acaso é realmente possível ganhar dinheiro com o computador e viver exclusivamente do mercado digital?

Bom! Eu tenho 48 anos, sou formada em informática e há poucos anos atrás eu estava passando por uma situação financeira peculiar.

Depois de um matrimônio acabado , acabei ficando com 3 crianças, dois jovens, 15 e 14 anos e uma filhinha de 4 anos de idade. Troquei por falta de escolha os estudos de direito comercial por dois empregos, um na minha área (informática) e outro na produção de uma fábrica. Acreditem ou não, ainda assim o que ganhava faltava. Quanto mais eu me erforçava, mais complicada a situação ia ficando.

E eu precisei procurar um outro trabalho a mais, mas agora tinha que ser feito em casa, por que somente me restava as madrugadas!

Foi nesse momento que conheci o mercado digital e me apaixonei pela idéia de trabalhar como afiliado.

E será que é fácil, trabalhar na net?

Não! Ganhar dinheiro online, não é tão fácil. Efetuar poucas vendas sim. E isso é fundamental você entender, tem uma diferença por demais grande entre realizar poucas vendas online e conseguir viver disso.

Se você pretende viver desse trabalho, é essencial saber que é trabalho e não sorte. Lembra que eu escrevi acima que tinha 2 empregos? Pois é, hoje em dia trabalho ainda mais! Dado que é meu, porque sou apaixonada pelo meu trabalho, pois quero e dado que tenho resultados e isso me anima demais.

O que mudou, é que trabalho no lar. Já não preciso passar horas no trânsito, nem pagar gasolina, nem tenho que ficar procurando alguém pra tomar conta da minha filha. E o que ganho me possibilita, ter um dia a dia estável. Aquele sufoco financeiro acabou!

Ah e antes que alguém ache que sou rica….estou distante disso!

E como funciona trabalhar como afiliado?

Primeiramente quero falar que não conheço a receita mágica para ficar milionária de repente e muito menos sem fazer nada.

Gosto muito de poder trabalhar em casa, mas como qualquer outro trabalho ele precisa ser executado, é essencial se dedicar muito, ter muita disciplina e força de vontade.

Termine com o desespero de ganhar dinheiro de repente e não tenha medo de errar e quebrar a cabeça, cada queda te levará adiante até você atingir seu objetivo.

Veja mais sobre: ganhar dinheiro online

Invista em um bom curso na internet, estude e aposte em uma estrutura firme, um plano a médio e longo prazo.

Se acaso você é daquelas mulheres que adquirem um curso atrás do outro… tadinho!

Não é a aquisição de cursos que te ajudará a progredir e sim executar e colocar em prática. Escolha uma estrátegia e aplique até dar certo. Quando der certo, expanda! Se errar refaça tudo!

Invista em bons livros, em conhecimento. Acompanhe profissionais de sucesso, assine canais, analise seus concorrentes, trabalhe com números e leve seu trabalho a sério.

Liberdade financeira – Ganhar dinheiro na net

Nos Estados Unidos, milhões de pessoas estão achando no marketing digital uma maneira de ganhar dinheiro na internet e dessa maneira estão conseguindo sua tão sonhada liberdade financeira.

Essa tendência está também chegando ao Brasil, uma vez que a internet cresce muito no mundo afora.

Ter a chance de ser seu próprio chefe, trabalhando pra você, construindo e gerenciando blogs,sites e lojas virtuais parece um caminho magnifico.

Além de tudo dá para todo mundo aprender, seja você um universitário ou não. O importante é a determinação e disposição de fazer.

Conheca mais sobre: ganhar dinheiro online

Como aprender a ganhar dinheiro na internet

Se você está à procura de um jeito de aprender como trabalhar online, parabéns! Está no local correto.

ganhar dinheiro online

Nesse texto mostramos excelentes formas de ganhar dinheiro online utilizando para isso a internet, à partir do conforto da sua casa e podendo combinar vida privada e profissional.

Parace exagerado e irreal? No entanto, não é. Tudo isso é resultado de muito estudos, trabalho e determinação.

Sendo assim,vamos lá! Acaso é verdadeiramente possível trabalhar na internet e viver somente do mercado digital?

Bom! Eu tenho 46 anos, sou técnica em informática e há alguns poucos anos atrás eu passava por uma situação financeira peculiar.

Após rompimento de relação , acabei ficando com 3 filhos, 2 adolecentes, 15 e 14 anos e uma filhinha de quatro anos de idade. Mudei por falta de escolha os estudos da faculdade por 2 empregos, um na minha profissão (informática) e outro na produção de uma fábrica. Se surprendam ou não, mesmo assim o dinheiro não dava. Quanto mais eu trabalhava, mais difícil a situação ia ficando.

Dessa maneira comecei a procurar um terceiro trabalho adicional, mas agora teria que ser feito no lar, por que só me sobrava as madrugadas!

Foi nesse momento que conheci o marketing digital e me apaixonei pela idéia de trabalhar em casa.

Mas será que é fácil, trabalhar online?

Não! Ganhar dinheiro na internet, não é tarefa fácil. Efetuar poucas vendas sim. E isso é fundamental você entender, que existe uma diferença enorme entre realizar algumas vendas na internet e ganhar dinheiro online podendo viver disso.

Se você deseja viver desse trabalho, é fundamental saber que não é sorte e sim trabalho. Você viu que eu contei acima que tinha 2 trabalhos? Não se assuste, hoje em dia trabalho mais ainda! Dado que é meu, pois amo meu trabalho, pois quero e dado que tenho resultados e isso me incentiva demais.

A diferença, é que trabalho no lar. Já não preciso passar horas no congestionamento, nem pagar gasolina, nem tenho que ficar atrás de alguém pra tomar conta da minha filha. E o que ganho me possibilita, viver sossegada. Aquele sufoco financeiro acabou!

Só não pense que sou rica….estou distante disso!

E como é trabalhar na net?

Primeiramente quero dizer que desconheço a receita milagrosa para ficar rica da noite para o dia e ainda mais sem fazer nada.

Amo poder trabalhar em casa, mas como todo outro trabalho ele precisa ser executado, é essencial se dedicar muito, ter muita força de vontade e disciplina.

Termine com o desespero de ganhar dinheiro de repente e não tenha medo de errar e quebrar a cabeça, cada tombo te levará adiante até você alcançar seu objetivo.

Veja mais sobre: ganhar dinheiro online

Invista em um bom curso na internet, escolha bem e aposte em uma estrutura firme, uma estratégia a médio e longo prazo.

Se você é daquelas pessoas que compram um curso atrás do outro… tadinho!

Não é a compra de cursos que te fará progredir e sim executar e colocar em prática. Escolha uma estrátegia e aplique até dar certo. Quando der certo, expanda! Se errar refaça tudo!

Adquira e invista em bons livros, em conhecimento. Siga pessoas de sucesso, visite canais, analise seus concorrentes, trabalhe com métricas ou seja leve seu trabalho com responsabilidade.

Autonomia financeira – Ganhar dinheiro na internet

Fora do Brasil, muitas pessoas estão achando no mercado digital uma maneira de ganhar dinheiro na internet e dessa maneira estão tendo sua tão almejada autonomia financeira.

Essa moda está também acontecendo no Brasil, uma vez que a internet cresce assustadoramente no mundo afora.

Ter a oportunidade de ser seu próprio chefe, trabalhando em casa, construindo e gerenciando blogs,sites e lojas virtuais parece um caminho maravilhoso.

Além do mais é possivel todo mundo aprender, seja você um universitário ou não. O fundamental é a determinação e vontade de fazer.

Conheca mais sobre: ganhar dinheiro online

Como ter peticao inicial pronta

Já parou para pensar o que um requerimento inicial necessita ter para ser excelente?

peticao inicial pronta

Vamos analisar alguns pontos?

1 – Preparação e estratégia

Ao longo dos meus quase 15 anos de advocacia, notei que antes de escrever uma petição inicial é necessário preparar, e criar a estratégia para a petição.

O advogado deve estudar muito o caso ocorrido pelo cliente, rascunhar os pontos principais do requerimento, no papel ou mentalmente, traçando uma estratégia processual bem estipulada, inclusive já indicando os eventuais fundamentos na lei e respectivas consequencias.

Iniciar sem passar por essa fase é correr o risco de ter uma peça sem ter um rumo, o que gera uma grande perda de tempo e, logicamente, financeira também.

Veja mais sobre peticao inicial pronta

2 – Levantamento do direito processual e material

Para inserir os fundamentos jurídicos, uso um trick simples: abro um arquivo de texto à parte e coloco ali todos os pontos jurídicos a serem abordados.

Jurisprudência, artigos da lei material e processual, doutrina específica somente, tudo que for de utilidade e necessário.

E a medida que escrevo, vai eliminando” cada um dos pontos. Deste modo minha mente vê, inclusive, que o requerimento está progredindo, ajuda a manter o foco e gera ainda mais energia para ir em frente, pois sabemos que, ser produtivo anima.

3 – Pedidos e requerimentos:

Você acha que na atual condição do Judiciário, o juiz tem como ler minuciosamente todas as peças que aparecem ao gabinete?

E aí, o que a maioria deles faz?

Vai direto para os pedidos e requerimentos.

Qual o motivo?

Por uma razão simples: é lá que está (ou pelo menos deveria morar) a pretensão jurídica.

Consequentemente se parte para os sucedidos e argumentação jurídica.

Acha ruím isso? Mas é a realidade, dessa forma temos de encará-la.

Então, tenha atenção nos seus pedidos.

Veja se você elencou todas as necessidades ou todos os desejos do seu cliente, em termos jurídicos.

Além disso, não deixe os requerimentos para trás, eles também são importantíssimos (e o novo CPC tem novidades sobre esse assunto, como, por exemplo, o inciso VII do art. 319!).

4 – Objetividade, Concisão e clareza

Hoje em dia, tudo é muito ligeiro, dinâmico, o tempo corre.

Terminou a era da advocacia clássica e artesanal em que o advogado precisava escrever 30 ou 40 páginas numa peça inicial cheia de repetições e “juridiquês”, além dos vocabulário em latim.

Atualmente quanto mais objetiva e direta for a petição inicial, melhor será, inclusive para você como advogado, que contará com uma maior empatia do juiz e terá as chances de que sua peça seja realmente lida.

Não quer dizer que a formulação erudita deva ser deixada de lado.

Escrever corretamente continua sendo necessário.

Mas os exageros e os rebuscamentos podem ser evitados.

Ser mais exato, usar períodos curtos, ser diretos, além de mostrar que sabe escever, melhorará a qualidade da linguagem e da expressão de ideias dentro da peça.

5 – Análise e revisão

Trabalhar a petição em etapas permite revisar, depois, aquilo que foi redigido anteriormente, isso elimina as chances de deixar de lado pontos importantes.

Nossa mente percebe mais e trabalha melhor os dados dessa forma.

rever de novo um conteúdo que escrito há um ou dois dias, surge novos aspectos sobre o assunto.

Saiba mais sobre peticao inicial pronta

Saiba como ter peticao inicial pronta

Você sabe o que um requerimento inicial necessita ter para ser excelente?

peticao inicial pronta

Vamos ver nos pontos abaixo?

1 – organização e estratégia

Ao longo dos meus quase 10 anos de experiencia, notei que antes de anotar uma petição inicial é imprescindível preparar, estipulando a estratégia para a peça.

O advogado deve estudar bastante o caso ocorrido pelo cliente, rascunhar os pontos principais da petição, no papel ou mentalmente, trabalhando em uma estratégia processual bem estipulada, inclusive já apontando os eventuais fundamentos jurídicos e respectivas consequencias.

Partir para a escrita sem passar por essa etapa é correr o risco de redigir uma petição sem ter um norte, o que causa uma enorme perda de tempo e, provavelmente, de dinheiro também.

Veja mais sobre peticao inicial pronta

2 – Levantamento do direito processual e material

Para inserir os fundamentos jurídicos, uso uma técnica simples: abro um arquivo de texto à parte e coloco ali todos os pontos jurídicos a serem analisados.

Artigos da lei material processual (CPC, art. 319), doutrina específica, jurisprudência ou seja, tudo que for útil e fundamental.

E ao passo que escrevo escrevo, vai ”riscando” cada um dos itens. Deste modo minha mente tem consciência, inclusive, que o requerimento está saindo, ajuda a manter o foco e cria ainda mais energia para continuar, afinal, ser produtivo também é importante.

3 – pedir e requerer:

Você acredita que na condição atual do Judiciário, o juiz tem como ler cuidadosamente todas as petições que entram ao gabinete?

Qual a reação da maioria?

ler imediatamente os pedidos e requerimentos.

Qual o motivo?

Por um motivo simples: é lá que mora (ou pelo menos deveria estar) a pretensão jurídica.

Consequentemente se parte para os acontecimentos e fundamentos jurídicos.

É triste? Sim. Mas é a realidade, dessa maneira temos de encará-la.

Então, tenha atenção nos seus pedidos.

Veja se você elencou todas as necessidades ou todos os desejos do seu cliente, em termos jurídicos.

Além disso, não deixe os requerimentos para trás, eles também são importantíssimos (e o novo CPC tem novidades sobre esse assunto, como, por exemplo, o inciso VII do art. 319!).

4 – Objetividade, Concisão e clareza

Hoje em dia, tudo é muito rápido, movimentado, não há tempo a perder.

Acabou o tempo da advocacia clássica e manual em que o advogado redigia 30 ou 40 páginas numa peça inicial cheia de repetições e termos jurídicos, além dos vocabulário em latim.

Atualmente quanto mais objetiva e direta for a peça inicial, melhor será, inclusive para o advogado, que obterá uma maior empatia do juiz e terá as chances de que sua petição seja realmente bem analisada.

Não significa que a escrita erudita deva ser deixada de lado.

Escrever sem erros continua sendo necessário.

Mas os exageros e os rebuscamentos podem ser evitados.

Ser mais claro, usar períodos curtos, ser diretos, além de escrever de forma correta, ajudará com a qualidade da linguagem e da expressão de ponto de vista dentro da petição.

5 – Revisão e leitura crítica

Revise antes de enviar, aquilo que foi redigido anteriormente, isso diminui as chances de esquecer pontos essenciais.

Nossa mente percebe mais e processa melhor os dados dessa forma.

rever novamente algo que foi feito dias atrás, surge aspectos novos sobre o assunto.

Saiba mais sobre peticao inicial pronta

Quer ter uma peticao inicial pronta

Você sabe o que peça inicial necessita ter para ser excelente?

peticao inicial pronta

Vamos ver?

1 – organização e estratégia

Ao longo dos meus quase 15 anos de advocacia, aprendi que antes de anotar uma petição inicial é necessário prepará-la, estipulando a estratégia para a petição.

Analise bastante o caso ocorrido pelo cliente, rascunhar os pontos principais da petição, mentalmente ou no papel, trabalhando em uma estratégia processual bem firme, inclusive já mencionando os eventuais fundamentos na lei e consequencias esperadas.

Partir para a escrita sem passar por essa fase é correr o risco de ter um requerimento sem ter um norte, o que causa uma gigantesca perda de tempo e, logicamente, de dinheiro também.

Veja mais sobre peticao inicial pronta

2 – Levantamento do direito material e processual

Para inserir os fundamentos jurídicos, uso uma dica simples: abro um arquivo de texto à parte e adiciono ali todos os aspectos jurídicos a serem analisados.

Doutrina específica, artigo da lei material e processual, jurisprudência somente, tudo que for de utilidade e necessário.

E conforme escrevo, vai ”riscando” cada um dos itens. Isso faz com que minha mente vê, inclusive, que o documento está se concretizando, ajuda a manter o foco e aumenta ainda mais energia para continuar, uma vez que, ser produtivo incentiva.

3 – Requerimentos e pedidos:

Você acredita que na condição atual do Judiciário, o juiz tem condições de ler detalhadamente todas as petições que entram ao gabinete?

Qual a reação da maioria?

Vai direto para os requerimentos e pedidos.

Qual a justificação?

Por um motivo simples: é lá que está (ou pelo menos deveria estar) a pretensão jurídica.

Só depois, é que se parte para os sucedidos e argumentação jurídica.

Acha ruím isso? Mas é a realidade, então temos de encará-la.

Por isso, tenha atenção nos seus pedidos.

Veja se você elencou todas as necessidades ou todos os desejos do seu cliente, em termos jurídicos.

Além disso, não deixe os requerimentos para trás, eles também são importantíssimos (e o novo CPC tem novidades sobre esse assunto, como, por exemplo, o inciso VII do art. 319!).

4 – Concisão, objetividade e clareza

Estamos em pleno século XXI, tudo é muito rápido, concorrido, o tempo corre.

Terminou a era da advocacia tradicional e artesanal em que o jurista escrevia 30 ou 40 páginas numa petição inicial cheia de repetições e termos jurídicos, além dos vocabulário em latim.

Atualmente quanto mais objetiva e direta for a petição inicial, melhor será, inclusive para você como advogado, que obterá uma maior empatia do juiz e terá as chances de que sua petição seja realmente bem analisada.

Não quero falar que a formulação culta deva ser abandonada.

Escrever acertivamente continua sendo primordial.

Mas os excessos e os rebuscamentos devem ser evitados.

Ser mais claro, usar períodos curtos, ser diretos, além de variar as palavras sinônimas, contribuirá com a qualidade da linguagem e da expressão de parecer dentro da petição.

5 – Revisão e leitura crítica

Trabalhar a petição em etapas permite revisar, depois, aquilo que foi escrito anteriormente, isso acaba com as chances de olvidar pontos importantes.

Nossa mente absorve mais e processa melhor as informações dessa forma.

reler de novo algo que foi escrito há um ou dois dias, aparece novos aspectos sobre a tese.

Saiba mais sobre peticao inicial pronta

Como fazer uma petição inicial.

Ter conhecimento de como elaborar uma petição inicial pode ser muito complicado, mas somente porque você não sabia sobre a técnica que irei conversar até o final desta matéria.

O número de processos judiciários crescem cada vez mais no Brasil, desta maneira é comum juristas viverem uma rotina de trabalho restrita, se desdobrando para conseguir efetuar o trabalho processual e burocrático.

Normalmente, perde-se um tempo valioso na execução depeças, sejam elas na área trabalhistas, criminais ou outras. Por isso, é necessário ficar atento à forma ideal de otimizar a rotina do dia a dia.

A iniciativa de iniciar um processo se dá com o do protocolo da peça inicial. Este documento é importante, por que sem ele não existe processo.

Leia sobre: como fazer uma petição inicial.

Conheça as 3 dicas de como fazer uma petição inicial.

1. Primeiramente você precisa definir a sua estratégia

O parâmetro processual se inicia muito antes da peça inicial.

Ele se inicia na elaboração de estratégias.

Parase preparar bem será preciso que os acontecimentos que deram margem ao contenda fiquem bem documentados e especificados e lembre-se que você não pode esquecer de nenhum detalhe.

Inclusive, dê muito valor aos mínimos detalhes. Por muitas vezes, os pequenos ocorridos que ocasionam consequencias grandes.

Ser preciso e detalhista para ter o maior número de informações possíveis é o grande segredo para se começar um processo.

Para que nada te atrapalhe, é preciso pedir os documentos mais importantes.

Em posse de fatos detalhados e bem definidos, chegou a hora de estudar o caso.

Ter uma boa base de conhecimento sobre o assunto, vai facilitar muito o seu trabalho.

Sempre que você tiver o domínio dos pontos fortes e fracos do direito do seu cliente, será sempre de muita ajuda para que possa ser traçada a estratégia processual ideal.

2. Grave um audio

Dessa forma fica mais fácil, relembrar o ocorrido.

Não ajudará conhecer todo o direito do seu cliente se você não sabe passá-lo para o papel e criar uma história envolvente.

Todavia, li um artigo e me deparei com tres dicas fundamentais.

1.: leia muita, a leitura pode lhe ajudar profundamente a conseguir colocar no papel as ideias e formular os acontecimentos do seu mandante mais notada.

Dica 2: Não complique um texto que poderia ter sido resumido, não enrole.

Escreva somente o necessário, nada demais, nada de menos.

Dica 3: Use modelos de peças

Como fazer uma Petição Inicial, mesmo sem saber por onde iniciar!

A facilidade de receber o arquivos com modelos de requerimentos pode te auxiliar e demais, isso vai ser uma mão na roda quando você decidir fazer os trabalhos em seu escritório.

O processo de fazer requerimento passa a ser muito mais simples, te gerando mais tempo para atender mais mandantes.

Com os 427 Modelos de Petições do Novo CPC, nele você terá a chance de ter excelentes modelos de requerimento, facilitando o seu trabalho, somente editando esses documentos.

nesse método 427 Modelos de Peças do Novo CPC, você ganhará outras 18 mil peças de direito.

Leia sobre: como fazer uma petição inicial.

Como trabalhar na Alemanha

Você domina o idioma alemão e acredita ter perseverança suficiente para vencer barreiras e obster um trabalho em Berlim?

Chances para trabalhar na Alemanha em 2019

Trabalhar na Alemanha em 2019 está longe de ser uma tarefa difícil. Mesmo contendo algumas dificuldades e contratempos naturais para uma mudança tão grande, o obstáculo pode sim ser enfrentado se você tiver disposição e energia para fazer aquilo que necessita ser feito.

Na seguinte lista estamos passando várias dicas para que você possa fazer um bom currículo alemão.

  1. Quantas páginas

Geralmente, um currículo alemão não deve ter mais que 2 folhas. O ideal mesmo é que seja uma. Os currículos muito longos podem impedir que a atenção, se centre nas partes mais decisivos. Dessa forma,deves decidir o que é que a empresa a que está se candidatando não deve deixar de saber sobre você e concentrar-te nisso.

  1. Layout

Deves dedicar algum tempo no layout do currículo. Os dados nele apresentados devem ser fáceis de serem encontradas. A letra utilizada deve ser Times New Roman ou Arial e o tamanho usual é entre os 11 e 12 pontos.

  1. A estrutura

O currículo deve ser estruturado. Não podem faltar informações fundamentais: dados pessoais (nome, nacionalidade, moradia, nascimento), formação e experiência profissional, qualificações adicionais . Além disso, é essencial escrever os conhecimentos de informática e de outros idiomas.

Cada ponto deverá ser exposto com uma sequência cronológica.

  1. Faça uma revisão

É sempre muito bom fazer uma revisão geral antes de enviar o currículo.

Preste atenção se as datas que escreveu estão de acordo com as que estão escritas nos documentos e certificados.

Verifique se os nomes seja da firma, quanto da pessoa de recursos humanos estão escritos corretamente.

  1. Peça a alguém que reveja o teu currículo

Antes de você mandar os papéis, peça a alguém, para controlar.

  1. A fotografia

Uma foto não é obrigatória pela lei, mas recomendo a enviar. De preferência procure um fotógrafo e tire uma fotografia para efeitos de candidatura.

Onde procurar?

Faça uso da internet para buscar vagas de trabalho na alemanha.

Outras dicas importantes:

Tenha o visto para trabalhar

Providencie toda a documentação necessária. Desde 2015, a emissão do visto de trabalho na Alemanha se tornou mais fácil para nós brasileiros.

Quem tem cidadania da União Européia ou casado com um membro da UE tem autorização para entrar na Alemanha. No entanto as pessoas que não se encaixam nesse perfil tem que requisitar o Blaue Karte, a fim de conseguir uma permissão de trabalho com baseada nos estudos universitários.

Aprenda alemão

deixo aqui uma dica óbvia, tenha o idioma na ponta da língua. Isso te ajudará demais a sua entrada no mercado de trabalho!

Vania Prais

Habitou 23 anos na Alemanha aonde concluiu curso técnico na área de informática e cursou direito comercial na faculdade de bielefeld.

Fez carreira na área de informática e atuou como examinadora em diversos processos seletivos. Hoje vive na suíça e é empreendedora digital.

Escreveu um livro chamado currículo campeao aonde explica detalhadamente todo o processo.

Saiba mais sobre o E.book currículo campeao

Como trabalhar na Alemanha

Você sabe o idioma alemão e acha possuir perseverança suficiente para vencer barreiras e conseguir um trabalho em Hamburg?

Boas chances para trabalhar na Alemanha em 2019

Trabalhar na Alemanha em 2019 deixou de ser uma tarefa impossível. Apesar de ter diversas dificuldades e obstáculos naturais para uma mudança desse tamanho, o obstáculo pode sim ser vencido se você possuir disposição e energia para correr atrás do que necessita ser feito.

Aqui estamos passando poucas dicas para que você criar e fazer um bom currículo alemão.

  1. O tamanho

O ideal é que, um currículo não deve ter mais que duas páginas. Melhor mesmo é que seja somente uma. Os currículos muito longos podem atrapalhar a atenção, se centre nos pontos mais decisivos. Sendo assim,deves decidir o que é que a empresa a que está se candidatando não deve ficar sem saber sobre você e concentrar-te nesses pontos.

  1. Layout

Deves dedicar algum tempo no layout do currículo. Os dados nele contidas devem ser fáceis de encontrar. O tipo de letra usada deve ser Times New Roman ou Arial e o tamanho perfeito é entre os 11 e 12 pontos.

  1. A estrutura

Estruture seu currículo. Não podem faltar informações como: dados pessoais (nome, nacionalidade, morada, nascimento), formação e experiência profissional, qualificações adicionais . Além disso, é importante escrever os conhecimentos adicionais e de línguas.

Cada ponto deverá ser exposto de forma cronológica.

  1. A revisão

É sempre muito bom procurar e eliminar erros antes de enviar o currículo.

Controle se as datas que mencionou conferem com as que estão escritas nos certificados e documentos.

Verifique se os nomes tanto da compania, quanto da pessoa de recursos humanos estão escritos de maneira correta.

  1. Pede a alguém que procure erros no teu currículo

Antes de você enviar os papéis, peça a um colega, para averiguar.

  1. A foto

A fotografia não é obrigatória pela lei, mas aconselho a enviar. O melhor será recorreres a um profissional e tire uma fotografia para efeitos de candidatura.

Onde procurar?

Use a internet para encontrar vagas de trabalho na alemanha.

Outras dicas valiosas:

Tenha o visto para trabalhar

arrume toda a documentação necessária. Desde 2015, obter visto para trabalhar na Alemanha se tornou mais fácil para os brasileiros.

Quem é cidadão da União Européia ou casado com um membro da UE tem autorização para entrar na Alemanha. No entanto as pessoas que não se encaixam nesse perfil podem solicitar o Blaue Karte, a fim de conseguir uma autorização de trabalho com baseada na formação acadêmica.

Aprenda alemão

A primeira dica óbvia, tenha o alemão na ponta da língua. Isso te ajudará demais a sua entrada no mercado de trabalho!

Vania Prais

Habitou 21 anos na Alemanha aonde fez curso técnico na área de informática e cursou direito comercial na faculdade de bielefeld.

Fez carreira na área de informática e participou como examinadora em vários processos seletivos. Hoje em dia vive na suíça e é empreendedora digital.

Escreveu um E-book chamado currículo campeao explicando detalhadamente todo o processo.

Saiba mais sobre o E.book currículo campeao

Como fazer uma petição inicial.

Saber como fazer uma peça inicial pode ser muito complicado, somente porque você não sabendo sobre a técnica que irei falar na presente matéria.

A quantidade Estatísticas mostram que o número de processos judiciários elevam-se cada vez mais no Brasil, desta maneira é comum advogados ficarem com uma rotina de trabalho restrita, se desdobrando para conseguir efetuar o trabalho burocrático e processual.

Diversas vezes, perde-se um tempo valioso na execução de petições, sejam elas na área trabalhistas, criminais ou outras. Dessa forma, é necessário ficar atento à uma maneira de otimizar seu dia a dia.

A iniciativa de iniciar um processo acontece através do protocolo da peça inicial. Este documento é uma parte essencial, por que sem ele não há processo.

Leia sobre: como fazer uma petição inicial.

Veja as tres dicas de como fazer uma petição inicial.

1. A primeira coisa é definir a sua estratégia

O parâmetro processual começa bem antes da peça inicial.

Ele se inicia na preparação de estratégias.

Para criar as estratégias será preciso que os acontecimentos que deram margem ao contenda estejam bem documentados e especificados e atente-se que você não pode esquecer de nenhum detalhe.

Aliás, dê muito valor aos mínimos detalhes. Por muitas vezes, os pequenos acontecimentos que geram consequencias grandes.

Ser preciso e detalhista para ter o maior número de informações possíveis é o grande truque para se começar um processo.

Para que você consiga esta proeza, é preciso reinvidicar os documentos necessários.

Quando você possui fatos definidos e detalhados, chegou o grande momento de avaliar o caso.

Bom conhecimento sobre o assunto, vai facilitar consideravelmente o seu trabalho.

Sempre que você tiver o domínio dos pontos fortes e fracos do direito do seu mandante, será sempre de muita ajuda para que possa ser traçada a estratégia processual ideal.

2. Grave um audio

Dessa maneira fica mais fácil, relembrar os acontecimentos.

Não importa conhecer todo o direito do seu cliente se você não sabe passá-lo para o papel e redigir uma história envolvente.

No entanto, vi uma matéria e me deparei com tres dicas essenciais.

Dica um: leia bastante, a leitura vai lhe ajudar muito a conseguir conectar as ideias e fazer a história do seu mandante mais notada.

2.: Seja específico, não adianta por exemplo você fazer 40 laudas se 15 já bastaria.

Lembre-se de escrever somente o necessário, nada demais, nada de menos.

Dica 3: Utilize modelos de petições

Como fazer uma Petição Inicial, mesmo sem saber por onde começar!

A possibilidade de ter o arquivos com modelos de requerimentos pode te auxiliar e muito, isso vai ser de imensa ajuda no dia a dia do advogado.

O processo de fazer peças se torna muito mais simples, te proporcionando mais tempo para atender mais clientes.

Estou falando do 427 Moldes de Petições do Novo CPC, nele você obterá a chance de ter ótimos modelos de peça, diminuindo o seu trabalho, e editando o documento somente.

nesse método 427 Modelos de Requerimento do Novo CPC, você ganhará outras 18 mil peças de direito.

Visite o o site oficial: como fazer uma petição inicial.

Como fazer uma petição inicial.

Ter conhecimento de como elaborar uma peça inicial pode ser bastante complicado, mas somente porque você não sabia sobre a técnica que vamos falar na presente matéria.

O número de processos judiciários crescem todo instante no no território brasileiro, desta forma é normal advogados viverem uma rotina de trabalho apertada, fazendo de tudo para conseguir efetuar o trabalho burocrático e processual.

Diversas vezes, perde-se um tempo valioso na execução de petições, sejam elas na área trabalhistas, criminais ou outras. Sendo assim, é essencial ficar atento à melhor maneira de otimizar a rotina do dia a dia.

A iniciativa de começar um processo acontece através do protocolo da petição inicial. Este documento é uma parte essencial, por que sem ele não existe processo.

Leia sobre: como fazer uma petição inicial.

Conheça as 3 dicas de como fazer uma petição inicial.

1. A primeira coisa é pensar sobre a sua estratégia

O parâmetro processual começa muito antes da petição inicial.

Ele se inicia na elaboração de estratégias.

Para criar as estratégias será preciso que os fatos que deram origem ao contenda fiquem bem detalhados e especificados e atente-se que você não deve esquecer detalhes.

Aliás, dê sempre bastante valor aos mínimos detalhes. Por muitas vezes, os pequenos ocorridos que ocasionam grandes consequências.

Ser determinado e detalhista para ter o maior número de informações possíveis é a grande dica para se iniciar um processo.

Para que você consiga esta proeza, será preciso reinvidicar os documentos mais importantes.

Em posse de fatos definidos e detalhados, chegou o grande momento de estudar o caso.

Ter uma boa base de conhecimento sobre o assunto, irá facilitar consideravelmente o seu trabalho.

Tendo o domínio dos pontos fracos e dos pontos fortes do direito do seu mandante, será sempre de grande ajuda para que seja elaborada a estratégia processual perfeita.

2. Narre a história do seu cliente

Deste jeito fica mais fácil, escrever os acontecimentos.

Não importa conhecer todo o direito do seu mandante se você não consegue passá-lo para o papel e criar uma história envolvente.

No entanto, vi um artigo e me deparei com 3 dicas essenciais.

1. dica: leia muita, a leitura vai lhe ajudar profundamente a conseguir conectar as ideias e fazer os acontecimentos do seu mandante mais notada.

A segunda é: Seja específico, não há necessidade de ficar enrolando.

Lembre-se de escrever somente o necessário, sem exageros.

3.: Utilize modelos de peças

Como fazer uma Petição Inicial, mesmo sem saber por onde iniciar!

A facilidade de receber o arquivos com modelos de requerimentos pode te auxiliar e muito, isso vai ser de imensa ajuda no trabalho do dia a dia.

O processo de fazer requerimento se torna muito mais fácil, dessa forma você vai inclusive conseguir atender mais clientes.

Com os 427 Modelos de Petições do Novo CPC, nele você obterá a chance de ter excelentes modelos de petições, facilitando o seu trabalho, e editando o documento somente.

No método 427 Modelos de Requerimento do Novo CPC, você usufluirá outras 18 mil peças de direito.

Conheça: como fazer uma petição inicial.